A madeira é o refúgio perfeito

A madeira volta a ganhar a importância que lhe é devida como material nobre, adquirindo cada vez mais um papel marcante nas tendências do design e da arquitectura.

Não há limites para a imaginação. Ambientes naturais, confortáveis e harmoniosos são conseguidos com o emprego de madeiras de variados acabamentos e tonalidades em diversas aplicacões. Paredes interiores e exteriores, rodapés, lambris, tectos, painéis e escadas começam a surgir em madeiras bem portuguesas como o pinho, o choupo, o amieiro ou o freixo trabalhadas com novas tecnologias.

Velaturas leves que dão cor e deixam transparecer a textura original da madeira. A este propósito, refere a equipa de decoração e design da Catarino Mobiliário:
“Temos uma vasto palete de cores — verdes, azuis, cinzas, castanhos… – adequados a todos os tipos de ambientes. Esta nova colecção acompanhã as mais recentes tendências do design e do arquitectura de interiores’.

A madeira apresenta-se como um fio condutor do revivalismo pós Escola Bauhaus. Na época, era utilizada como elemento nobre e sofisticado, reflexo de um nível de vida vanguardista. Refiram se, como exemplos, a “Casa da Cascata”, de Frank Lloyd Wright, e a cadeira “Lounge Chair & Ottoman”, de Charles & Ray Eames.
Actualmente o uso deste material é entendido de forma similar. Estas novas aplicações tanto poderão estar presentes numa casa de campo ou praia como numa habitação urbana.

Quem gosta do rústico continua a poder combinar as mmadeiras com o granito e a pedra.
Quem procura uma decoração contemporânea pode optar pelo uso combinado com elementos minimalistas como o aço ou o betão — os materiais crus a contrastar com a madeira”.
As combinações são múltiplas, em função da arquitectura, da zona zona envolvente, da função do edifício.
A tendência actual de abandono do plástico e do sintético e da consequente procura pelo produto natural é abrangente e, ao entrar no mundo do design, possibilitou a valorização de madeiras endógenas portuguesas e a sua utilização assente na exploração florestal sustentável, num conceito de comunhão com a Natureza.
A madeiro é o refúgio perfeito. É trazer o Natureza e o nobreza deste material poro dentro de casa, é incorporar o conceito do produto natural no quotidiono’




Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *