CASAS DE BANHO Separadas Por Espaços

A casa de banho é cada vez mais um espaço a ser reestruturado com o objectivo de ser mais cómodo e confortável e mesmo muito funcional, assim a seguir apresentam-se algumas alternativas ideológicas para uma separação da casa de banho por espaços…

Dividir em várias zonas

1 – Uma boa solução. Criar zonas separadas é uma opção recomendável porque permite

aproveitar de uma forma mais racional e organizada o espaço e, inclusive, que este seja utilizado por mais de uma pessoa em simultâneo.

2 – Separar sem interromper o espaço visualmente é importante para se conseguir manter a sensação de amplitude e não tirar luz em algumas zonas. Ao dividir, pense em muros rematados com tijolos de vidro, portas de vidro, móveis sem fundo ou nos próprios espaços ou reentrâncias da casa de banho se a planta for irregular.

 

Num espaço ganho ao terraço

A solução perfeita para dividir a zona do lavatório da zona de sanitários e de poliban foi instalar uma porta.

Uma porta de correr em vidro fosco deixa passar a luz e, ao mesmo tempo, cria intimidade. Como é de correr, não ocupa espaço ao ser aberta ou fechada.

O espelho na zona do lavatório, em toda a parede, e os tons claros da bancada de mármore e do móvel de  madeira de ácer criam uma sensação de amplitude.

 

Com uma porta independente

Nesta casa de banho, uma parede delimita a zona do lavatório, que é dupla, da área dos sanitários.

A parede foi pintada num tom bonito, mas que não preenche totalmente a superfície, deixando uma lista branca próxima do tecto.

Aqui foram instalados os apliques.

 

O móvel feito à medida em madeira inclui uma parte central aberta na qual está o toalheiro.

Os dois espelhos, com a moldura igual ao remate da porta, delimitam cada uma das zonas do lavatório ao mesmo tempo que criam amplitude visual.

 

 

Um muro em alvenaria

Nesta casa de banho um pequeno muro delimita a zona do lavatório da área dos sanitários e do poliban.

O muro foi revestido em mármore bege, com o revestimento das paredes e da bancada, e foi rematado com uma tábua de madeira, formando uma prateleira muito útil para apoiar os vários acessórios.

O muro também é aproveitado para fixar o toalheiro.

Um móvel feito à medida em madeira foi instalado sob a bancada, a qual se estende até ao muro.

Um painel de vidro, que não encurta o espaço e deixa passara luz, isola o poliban, situado ao fundo.

 

Num espaço ganho ao terraço

Esta casa de banho foi remodelada com os metros ganhos a um terraço contíguo para criar uma zona de sanita e bidé independente do lavatório.

Uma parede estreita separa ambas as zonas e, para unificá-las, as paredes combinam um friso de mármore bege e tinta de estuque laranja. A zona lateral aproveitou-se para o toalheiro. O móvel do lavatório em branco foi encomendado à medida.

 

Com uma estante sem fundo

A zona do lavatório está separada da área dos sanitários e do poliban através de uma

estante que, como não tem fundo, não quebra o espaço.

Zona de lavatório. Uma bancada de mármore isolada com dois lavatórios

encastrados, da marca Roca, e dois toalheiros na zona frontal, dá leveza à casa de banho. A zona de poliban foi situada ao fundo e equipada com um prato de poliban, soalho de madeira flutuante e o prático e essencial toalheiro-radiador.

 

 

Com parede e porta decorrer

Situada no sótão esta  casa de banho está dividida em duas zonas, lavatório e banheira, separadas por uma parede mas ligada por porta de correr.

– Um painel de madeira de irokó reveste esta parede, que segue a forma indicada do tecto. Esta madeira foi escolhida a condizer com a que foi utilizada no móvel grande do lavatório.

– Um espelho grande que segue a forma da parede, multiplica vosualmente o espaço.

– A banheira foi instalada num dos cantos, na zona de menor altura do tecto inclinado.

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *